Indústrias que podem desaparecer em 2020

“Nada é permanente, exceto a mudança”. A frase célebre do filósofo grego Heráclito, considerado o ‘pai da dialética’, retrata bem o que acontece conosco e com a humanidade ao longo do tempo.

Os computadores roubaram o espaço das máquinas de escrever, por exemplo. E assim como esse tipo de indústria, outros negócios podem desaparecer até 2020, segundo pesquisa realizada com membros do Young Entrepreneur Council (YEC), nos Estados Unidos.

Confira abaixo as indústrias que podem desaparecer até 2020.

Telefones residenciais
Ter um telefone fixo em casa pode se tornar obsoleto antes mesmo de 2020 e a razão está por toda parte: os telefones móveis. Nos Estados Unidos, o número de smartphones já ultrapassou os telefones fixos.

Cartões de Crédito
Outra indústria que pode estar com os dias contados é a de cartões de crédito. Isso porque, de acordo com o YEC, cedo ou tarde, eles deverão ser substituídos por meios de pagamentos móveis.

Carteiras
As carteiras de couro, que normalmente acomodam os cartões, também devem se tornar acessórios dispensáveis nos próximos anos. Em um futuro próximo, as pessoas terão tudo que precisam para pagar uma conta em seus smartphones.

Cinemas
Para os membros do YEC, os cinemas também tendem a desaparecer até 2020. Hoje, tecnologias como HDTV e sistemas digitais de som têm feito com que muita gente prefira ver filmes em casa.

CDs, DVDs, cartões de memória e outros
Com o aumento da presença de armazenamento em nuvem e serviços de streaming, muitas formas de guardar informações por meio de cartões de memória ou DVDs também devem sumir até 2020.

TV a cabo
Para os membros da YEC, a internet tem mudado a maneira como assistimos vídeos. De acordo com a pesquisa, como a internet de alta velocidade atinge muitos lugares e lares, não haverá daqui a algum tempo a necessidade de pagar por um serviço a cabo.

Empresas de táxis
Aplicativos que localizam, chamam ou agendam um táxi podem fazer com que as empresas administradoras de frotas desapareçam nos próximos anos. De acordo com o levantamento, apps como Uber e Lyft já começaram a desintegrar esses serviços nos Estados Unidos.

Atendentes de fast food
Para os membros do YEC, os atendentes de redes como McDonald’s e Burger King também podem desaparecer nos próximos anos. De acordo com o levantamento, os clientes não estão interessados na maneira como eles são atendidos, mas sim em conseguir o lanche que desejam com rapidez.